Quarta, 08 de Dezembro de 2021

O Repórter

UFC: Maurício Shogun fecha trilogia com nova vitória sobre Minotouro

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Redação... - 26 de julho de 2020 às 01:22 (Atualizada em 27 de julho de 2020 às 02:06)
Divulgação/UFC
Shogun derrotou Minotouro no UFC

ABU DHABI, EAU (OREPORTER.COM) - Rogério Minotouro encerrou sua carreira no MMA sem conseguir vencer Maurício Shogun. A trilogia dos dois lutadores foi terminada neste sábado (25), no co-main event do UFC on ESPN 14, realizada na "Ilha da Luta", instalada nos Emirados Árabes. Shogun venceu em uma luta emparelhada, por decisão dividida.

A luta trouxe um reencontro de uma rivalidade que se iniciou nos tempos do extinto PRIDE. Shogun havia vencido as duas primeiras lutas - em 2005 e 2015 -, sendo que a mais recente havia sido em um resultado controverso. Para tirar qualquer dúvida, um terceiro duelo foi agendado, marcando ainda a despedida de Minotouro, de 44 anos, do MMA.

Shogun começou a luta botando o oponente contra as grades. Minotouro conseguiu se desvincilhar, e os dois passaram a trocar golpes. Na reta final do primeiro round, Shogun ainda botou Minotouro no solo, ficando por cima.

No segundo round, os dois continuaram buscando a trocação. Após Shogun perder o equilíbrio e cair, Minotouro aproveitou para ficar por cima. Shogun conseguiu se levantar, permanecendo dessa forma até o fim do round.

O terceiro assalto foi um pouco mais lento que os anteriores. Shogun conseguiu a queda, ficando por cima, mantendo essa posição até o soar do gongo. Por fim, o júri deu a vitória para Shogun por decisão dividida  (29-28, 28-29, 29-28).

Werdum vence por finalização

Fabrício Werdum fez a sua última luta de seu contrato com o UFC, se despedindo da organização com estilo. Ele deu o seu "cartão de visitas" ao sueco Alexander Gustafsson, que fazia a sua estreia nos pesados, vencendo a disputa por finalização.

Com um grande desempenho no solo, Werdum demorou apenas 2 minutos e 30 segundos para vencer a luta. O brasileiro conseguiu dominar as costas do oponente, aplicando uma chave de braço para vencer por finalização.

O "Vai Cavalo" se recupera após duas derrotas seguidas no Ultimate Fighting Championship. Ao todo, o brasileiro tem 24 vitórias, nove derrotas e um empate.

Destaques

Na luta principal da noite, o australiano  Robert Whittaker venceu o inglês Darren Till por decisão unânime dos juízes (triplo 48-47). O ex-campeão dos médios teve boa movimentação da luta, com uma boa variação nos golpes e apostando também na luta agarrada. Com a vitória, o australiano busca uma nova chance pelo cinturão.

O evento teve ainda a presença de mais cinco lutadores brasileiros. Marina Rodriguez perdeu para a ex-campeã peso-palha Carla Esparza por decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29 e 30-27), encerrando uma série invicta de 14 lutas. Já Alex Cowboy derrotou o alemão Peter Sobotta por um triplo 30-27, garantindo o resultado com um bom desempenho no duelo em pé.

No card preliminar, Francisco Massaranduba nocauteou o inglês Jai Herbert com 1 minuto e 30 segundos do terceiro assalto. Raphael Bebezão foi nocauteado pelo canadense Tanner Boser, enquanto que Bethe Correira perdeu para a iraniana Pannie Kianzad na decisão dos jurados.

Todos os resultados

CARD PRINCIPAL

Robert Whittaker venceu Darren Till por decisão unânime (triplo 48-47)

Maurício Shogun venceu Rogério Minotouro por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)

Fabrício Werdum venceu Alexander Gustafsson por finalização aos 2m30s do 1º round

Carla Esparza venceu Marina Rodriguez por decisão dividida (29-28, 28-29 e 30-27)

Paul Craig venceu Gadzhimurad Antigulov por finalização aos 2m06s do 1º round

Alex Cowboy venceu Peter Sobotta por decisão unânime (triplo 30-27)

Khamzat Chimaev venceu Rhys McKee por nocaute técnico aos 3m09s do 1º round

CARD PRELIMINAR

Francisco Massaranduba venceu Jai Herbert por nocaute técnico a 1m30s do 3º round

Jesse Ronson venceu Nicolas Dalby por finalização aos 2m48s do 1º round

Tom Aspinall venceu Jake Collier por nocaute aos 45s do 1º round

Movsar Evloev venceu Mike Grundy por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)

Tanner Boser venceu Raphael Bebezão por nocaute técnico aos 2m36s do R2

Pannie Kianzad venceu Bethe Correia por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)

Ramazan Emeev venceu Niklas Stolze por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)

Nathaniel Wood venceu John Castañeda por decisão unânime (triplo 30-27)

  • Compartilhar
  • Compartilhar por e-mail
  • Reportar um erro
Deixe seu comentário
Mensagem: